Geral

Estudo do DAER projeta contenção em trecho da RSC-153

21 de outubro de 2016
  • Por
    Luciana Mandler
  • Fonte
    Jornal Arauto
  • Foto: Carolina Almeida/ Jornal Arauto
    compartilhe essa matéria

    Após novo deslizamento causado pela chuva torrencial no quilômetro 304, autarquia quer solução para problema

    Pouco mais de dois anos após deslizamento, a RSC-153, no quilômetro 304, em Vale do Sol, volta a ter o trânsito prejudicado em virtude de desmoronamento. Devido ao volume excessivo de chuva, por volta das 23 horas de quarta-feira, dia 19, parte do morro começou a desabar. Os motoristas que trafegavam pelo trecho tiveram que redobrar os cuidados, pois até a manhã desta sexta-feira, dia 21, era possível utilizar apenas uma faixa e parte do acostamento na via onde ocorreu o deslizamento. 

    Esta é a terceira vez que ocorre desmoronamento no trecho em pouco mais de dois anos. Em junho de 2014, a pista ficou totalmente bloqueada. Após, em dezembro do mesmo ano, a rodovia ficou em meia pista devido à queda de pedras. Com a frequência de chuvas torrenciais e a possibilidade de novos deslizamentos na área, a assessoria de imprensa do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER) afirma que, para o quilômetro 304, especificamente, há em andamento um estudo para projeto de contenção.

    Através da assessoria, a Regional de Santa Cruz do Sul afirma que há riscos de deslizamentos em alguns locais da rodovia. “As áreas em cortes e aterros grandes, com riscos de desmoronamento, foram mapeadas em levantamentos efetuados em todo o Estado. Na RSC-153, existem riscos nos trechos entre os quilômetros 299 e 317”, aponta nota. 

    ORIENTAÇÕES
    A previsão para o fim de semana é de mais chuva. Como há ainda há riscos de desmoronamento, o comandante do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), capitão Helsio Moises Segu Gaira, orienta que os usuários que necessitarem passar pelo local cuidem ao cruzar pelo trecho. “Se possível, orientamos que os usuários não passem tão próximo do acostamento onde há a parede rochosa e ao notarem qualquer anormalidade, contatem o Comando Rodoviário através do número 198 (telefone de emergência). Assim, poderemos tomar as medidas cabíveis para evitar transtornos e garantir a segurança daqueles que por ali trafegam.”

    O DESLIZAMENTO
    Desde quinta-feira à tarde, equipes do DAER estavam trabalhando no local para a retirada de terra. O trecho foi sinalizado pelo Comando Rodoviário da  Brigada Militar (CRBM) e foi liberado durante a sexta-feira. O Comando Rodoviário da Brigada Militar também esteve no local durante a quinta-feira para dar apoio e orientação sobre o trânsito.