Cobertura Especial

Balanço mostra que mais de 11 mil moradores de Santa Cruz foram atingidos diretamente pela enchente

15 de maio de 2024
  • Por
    Emily Lara
  • Colaboração
    Pedro Thessing e Eduardo Wachholtz
  • Foto: Maiquel Thessing/Grupo Arauto
    compartilhe essa matéria

    Um balanço da Defesa Civil estima que mais de 11 mil moradores foram atingidos diretamente pela enchente em Santa Cruz do Sul. A informação foi divulgada pelo secretário municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, José Joaquim Dias Barbosa, que também responde pela Defesa Civil, em entrevista ao Grupo Arauto de Comunicação.

    Leia também: Defesa Civil estima que nível do Rio Pardinho chegou próximo dos nove metros no Bairro Várzea

    Segundo o coordenador, o Bairro Várzea e as localidades de Rio Pardinho e Monte Alverne foram os mais atingidos pelas fortes chuvas de maio. Considerando as três áreas, foram 3.262 residências atingidas, resultando em 11.417 pessoas afetadas diretamente pela enchente.

    Já de forma indireta, tenente Barbosa destacou que são mais de 35 mil santa-cruzenses prejudicados. “A falta de água e luz e o simples fato de interditar uma estrada são consequências do evento climático, e estamos sofrendo isso há mais de 15 dias”, disse.

    Outro ponto mencionado pelo secretário são os riscos de deslizamentos e desmoronamentos em todo o município. Ele destacou que ocorreu muita chuva em um curto período de tempo, o que tornou o solo mais suscetível a movimentos. “A terra já está saturada e não consegue mais segurar o material encima dela. Assim, começa a escorregar, levando tudo para baixo e, consequentemente, afetando o que está abaixo dela também”, pontuou.

    Leia mais: Rua João Werlang é interditada pela Defesa Civil por alto risco de deslizamentos

    Vídeos curtos