Polícia

Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo viram réus na Operação Lava Jato

27 de setembro de 2016
  • Por
    Luiza Adorna
  • Fonte
    G1 e ZH
  • Foto: Agência Brasil
    compartilhe essa matéria

    Eles são investigados por suposto recebimento de R$ 1 milhão de propina em contratos firmados entre empreiteiras e a Petrobras

    A senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) e o seu marido ex-ministro Paulo Bernardo se tornaram réus na Operação Lava Jato, em votação unânime na tarde desta terça-feira (27). A 2ª turma do Supremo Tribunal Federal (STF), composta por cinco ministros, aceitou a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR). Desde março de 2015, Gleisi e Bernardo são investigados por suposto recebimento de R$ 1 milhão de propina de contratos firmados entre empreiteiras e a Petrobras. Em defesa preliminar encaminhada ao STF, os advogados da petista e de Paulo Bernardo argumentaram que não há conjunto mínimo de provas para sustentar a denúncia