Geral

Prefeitura de Santa Cruz altera calendário para pagamento de IPTU

5 de outubro de 2016
  • Por
    Luiza Adorna
  • Fonte
    Assessoria de Imprensa
  • Foto: Agência Brasil
    compartilhe essa matéria

    Os carnês para pagamento vão começar a ser distribuídos para os contribuintes no final de novembro

    A partir do exercício de 2017, o município de Santa Cruz do Sul passará a adotar sistema similar ao da maioria dos municípios do Rio Grande do Sul. Quem quiser ir se planejando para pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) com desconto, já pode começar. O calendário de vencimento foi alterado e o pagamento da primeira parcela e da cota única será no primeiro dia útil, 2 de janeiro. O reajuste, referente à inflação acumulada, de acordo com a variação do IGPM, é de 7%, mesmo percentual de desconto que será concedido para quem quitar o imposto em cota única. Devido ao ano eleitoral o abatimento não pode ser superior à inflação.

    Já quem decidir pelo pagamento parcelado do tributo, deverá ficar atendo para as datas de vencimento. Também é importante frisar que nesse caso não haverá desconto. Serão oito parcelas iguais e consecutivas, com valor não inferior a R$ 87,33. A primeira delas com vendimento em 2 de janeiro e as demais, sempre no dia 15 dos meses subsequentes – de fevereiro a agosto.

    De acordo com o secretário municipal de Fazenda, Álvaro Conrad, a alteração na data de vencimento vai permitir que a prefeitura respire mais aliviada nos primeiros meses do ano, quando a arrecadação ainda é pequena e as despesas significativas. “As pessoas também vão poder se organizar melhor e aproveitar parte do décimo terceiro salário para quitar o IPTU, como já é hábito em relação ao IPVA”, disse ele.

    Os carnês para pagamento do IPTU começarão a ser distribuídos para os contribuintes, através do Correio, no final de novembro. Também estará disponível no portal da prefeitura, a segunda via paraimpressão. O pagamento poderá ser feito nos bancos conveniados – Banco do Brasil, Banrisul e Caixa Econômica Federal –, representantes autorizados, como agências lotéricas, e na própriaSecretaria Municipal de Fazenda (SMF), situada na Rua Borges de Medeiros, nº 650, térreo.