Geral

Vigilância e Ações em Saúde de Santa Cruz notifica 93 imóveis em ação contra o Aedes aegypti

28 de abril de 2024
  • Por
    Assessoria de Imprensa
  • Ação de busca ativa percorreu ruas dos Bairros Senai, Schulz e Bom Jesus | Foto: Daniel Silveira/Prefeitura de Santa Cruz do Sul
    compartilhe essa matéria

    Uma força-tarefa da Prefeitura de Santa Cruz do Sul percorreu três bairros, na manhã desse sábado (27), em mais uma atividade de combate ao mosquito Aedes aegypti. A ação de busca ativa percorreu ruas dos Bairros Senai, Schulz e Bom Jesus, procurando identificar pontos de proliferação do inseto.

    Durante a ação, duas equipes, formadas por fiscais do Setor de Vigilância e Ações em Saúde, da Secretaria de Saúde, estiveram à procura de terrenos baldios, casas abandonadas, depósitos irregulares de lixo e até mesmo imóveis que apresentassem situações que representassem risco para a comunidade.

    Ao todo, 93 imóveis, entre casas e terrenos, serão notificados para que os proprietários providenciem a limpeza do local. Ainda, nove residências em situação de abandono foram identificadas e serão avaliadas pela Defesa Civil.

    Leia as últimas notícias

    A operação também foi um momento para repassar orientações à população sobre o correto descarte de resíduos, como podas de árvores e móveis, por exemplo. Foi o caso do vendedor Luiz Souza, no Senai. Ele concluía o desmanche de uma parte de madeira em seu imóvel quando o fiscal municipal passava por sua rua. “É uma iniciativa de muita importância. Com essas orientações, a gente fica mais atento aos detalhes”.

    Conforme a coordenadora do Setor de Vigilância, Francine Braga, o Bairro Senai foi o que apresentou maior número de notificações, com 44 registros. A operação também contou com o auxílio de uma equipe da Secretaria de Serviços Públicos. Conforme Francine, o efetivo empregado nas ações de busca ativa deverá ser ampliado em ações futuras, ao longo das próximas semanas, nos demais bairros da cidade.

    Ela destaca ainda que é necessário que a população auxilie, mantendo os cuidados de higiene em seus imóveis e dando a destinação correta aos resíduos. “Se cada um fizer a sua parte, a gente consegue uma cidade mais limpa e urbanizada e ainda diminuir os casos de arboviroses”, declarou.

    Vídeos curtos