Geral

PAA distribui alimentos no interior

26 de abril de 2024
  • Por
    Jaqueline Rieck
  • compartilhe essa matéria

    Por meio da iniciativa da Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Vera Cruz, a Coopervec, teve início nesta quarta-feira, dia 24, o processo de descentralização de entrega de cestas do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), do Governo Federal. A distribuição, que costumava ocorrer sempre no Ginásio Segefredo Werner, será itinerante e de acordo com a demanda e necessidade das famílias cadastradas no Cad Único para usufruto do benefício. “É um projeto bem interessante porque desfoca do centro. No interior tem muita família necessitada”, justificou a responsável administrativa da cooperativa, Luciane Silva.

    Na primeira experiência, as localidades de Vila Progresso e Linha Henrique D’Ávila foram contempladas com a distribuição de alimentos. Em cada região, 60 cestas com aproximadamente 20 itens foram entregues a cada pessoa beneficiada pelo programa. “Mesmo sem data e locais definidos, sabemos que daremos continuidade a este projeto. Nos próximos dias, juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Social, trabalharemos por esta definição”, salientou a presidente da Coopervec, Dais Daniele Schubert.

    Ao todo, existem 250 famílias cadastradas em Vera Cruz para receber o auxílio, e é a pasta de Desenvolvimento Social a responsável por elencar quem serão os beneficiados de cada ação. Prevendo a realização de uma entrega por mês, a ideia é promovê-las em dois momentos: uma no centro e a outra no interior. Nas localidades, a intenção é contemplar sempre duas comunidades próximas a cada ação.

    Para quem pode usufruir do programa, a descentralização das entregas facilita o acesso ao benefício e também o transporte dos produtos. Jenifer dos Santos, 21 anos, de Linha Henrique D’Ávila, trabalha em fumageira e recebeu pela primeira vez a cesta cheia de produtos da agricultura familiar do município. “É uma boa ajuda, imagina se eu fosse comprar tudo isto”, comemorou. Segundo Luciane Silva, cada cesta reúne produtos no valor de R$ 310.

    Na mesma localidade, o aposentado Vanderlei Lara Pereira, 60 anos, demonstrou contentamento ao buscar sua cesta. Foi preparado com um reboque em sua bicicleta para conseguir levar para casa os mantimentos que, segundo ele, serão um importan

    Número de beneficiados é grande no interior, por isso a descentralização das entregas
    Crédito: Jaqueline Rieck

    te complemento para a família. “Minha esposa não ganha nada, sou a única renda, então esta cesta nos ajuda, gostei muito”, confidenciou.