Geral

Ícone do pagode dos anos 90, Anderson Leonardo morre aos 51 anos

26 de abril de 2024
  • Por
    Emily Lara
  • Vocalista do grupo Molejo foi diagnosticado há um ano e meio com câncer na região inguinal e estava internado no Rio de Janeiro | Foto: Reprodução/ Évelin/ Redes sociais
    compartilhe essa matéria

    Nesta sexta-feira (26), o cantor Anderson Leonardo, do grupo Molejomorreu aos 51 anos. O artista foi diagnosticado há um ano e meio com câncer na região inguinal e estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Unimed, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

    Leia também:Vice-prefeito de Santa Cruz afastado do cargo reitera inocência das acusações apresentadas na Operação Controle

    O perfil oficial do grupo Molejo anunciou a morte do artista e lamentou a perda do integrante e amigo. “Nosso guerreiro ANDERSON LEONARDO lutou bravamente, mas infelizmente foi vencido pelo câncer, mas será sempre lembrado por toda família, amigos e sua imensa legião de fãs, por sua genialidade, força e pelo amor aos palcos e ao MOLEJO. Sua presença e alegria era uma luz que iluminava a vida de todos ao seu redor, e sua falta será profundamente sentida e jamais esquecida, nós te amamos”, diz a nota postada nas redes sociais.

    Mais conhecido como Anderson Molejão, o cantor fez história com seus sucessos animados e bem-humorados. O grupo foi um ícone do pagode dos anos 1990, sendo reconhecido por grandes músicas em todo o país, como “Cilada”, “Caçamba”, “Brincadeira de Criança”, “Dança da Vassoura”, “Paparico” e “Clínica Geral”. Atualmente, a banda segue em atividade nos palcos.

    Vídeos curtos