Geral

Proximidade do ENEM pede foco nos estudos

19 de outubro de 2016
  • Por
    Lucas Miguel Batista
  • Fonte
    Jornal Arauto
  • Foto: Lucas Batista/Jornal Arauto
    compartilhe essa matéria

    Além das disciplinas com conteúdos já conhecidos pelos alunos, tema da redação é surpresa para os aspirantes a uma vaga em um curso de graduação

    Livros e caneta na mão e o sonho de ingressar em uma universidade. Assim, jovens de todo o Brasil intensificam seus estudos nos dias que antecedem o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que este ano será realizado em 5 e 6 de novembro. Com 180 questões objetivas e mais a redação, cujo tema é uma surpresa, os estudantes dos anos finais do Ensino Médio buscam alcançar as melhores notas. Para isso, vale tirar dúvidas com o professor, se debruçar nos livros, correr para a internet, realizar simulado, enfim, encontrar maneiras de entender os conteúdos que podem vir a ser cobrados na avaliação.

    Na proximidade do ENEM, as escolas organizam atividades de preparação para que os estudantes possam testar os conhecimentos e sanar questões ainda em dúvida para o exame. A Escola Vera Cruz – única com ensino médio público no município – tem professores que apresentaram uma aula diferenciada. Exemplo é o da professora de Língua Portuguesa e Literatura, Maira Andréa Leite da Silva. Com uma apresentação de slides, além de compartilhar questões práticas da prova de linguagens, competências avaliadas na redação, temas de anos anteriores e assuntos mais cotados para 2016, ela analisou com os alunos provas de anos anteriores, redações nota 1.000 (máxima), entre tantos outros assuntos.
     

    REDAÇÃO
    Acertar o tema da redação é sempre um desafio, pois, a cada ano, o ENEM tem trazido questões polêmicas, mas que nem sempre são as mais cotadas. “Imagino que neste ano a redação poderá versar sobre algum tema ligado ao meio ambiente, já que tivemos grande repercussão de catástrofes ambientais como o rompimento de barragem em Minas Gerais e também a discussão acerca do Zika vírus, associado à microcefalia em bebês e, desde 2008, os temas ambientais não têm aparecido nas propostas de redação do ENEM”, resgata a professora.

    Para uma boa nota na redação, de acordo com a professora Maira, é válida a leitura de jornais, revistas e temas da atualidade, além de focar na argumentação na hora de escrever, relacionando com outras áreas do conhecimento, como ciências da natureza, filosofia e  história.

    Confira a matéria completa na edição do Jornal Arauto desta quinta-feira.