Polícia

Brigada Militar reforça trabalho contra os crimes de homicídio

18 de agosto de 2016
  • Por
    Cátia Kist
  • Fonte
    ArautoFM
  • Foto: ArautoFM/Luiza Adorna
    compartilhe essa matéria

    Na segunda-feira foi divulgado que Santa Cruz tem o maior índice da ocorrência

    Os moradores de Santa Cruz e região têm motivos para ficar apreensivos. Os números são muitos, a frequência também. Em 20 horas, três homicídios foram registrados. A preocupação não vem apenas por parte da comunidade, como também da Brigada Militar. Esses três casos de assassinatos chegam até o setor policial, depois da divulgação, na última segunda-feira, de que Santa Cruz tem o maior índice de casos de homicídios. Com a soma dos casos e o aumento de horas extras para o 23º Batalhão da Polícia Militar, o efetivo realiza, a partir do aporte, a Operação Avante a cada dois dias. De acordo com os majores Giovani Paim Moresco e Paulo Fernando Soares Nascimento, a Brigada Militar tem realizado o seu melhor. 

    Simultâneo às operações, há também efetivos verificando a situação em outros pontos. Quando ocorre casos como os do último dia, a Brigada Militar realiza uma Ação de Pronta Resposta (APR), com o objetivo de cercar o local investigado em busca dos suspeitos. Essa atividade dura, no mínimo, seis horas. Segundo o major Nascimento, os principais casos de homicídio registrados são, geralmente, relacionados ao tráfico. "As facções matam. Se a pessoa não cumpre o combinado, ela está morta. E nós estamos atrás dessas facções", salienta. Ele ainda fala sobre a dificuldade de encontrar os culpados. Afinal, muitas vezes, os assassinos são de outra cidade. "Assim como você aluga carro, roupa, eles alugam matadores", diz. Os mandantes e matadores se comunicam, muitas vezes, por áudios no WhatsApp, segundo os policiais. De forma informal, eles fazem o pedido que, rapidamente, é atendido. Diante disso, torna-se ainda mais complicado identificar o autor, pois ele não é conhecido na região e logo já vai embora. Os mandantes dos crimes também são procurados em situações assim. 

     

    Entenda os casos:

    Jovem é assassinada no Bairro Bom Jesus

    Homem é executado no bairro Margarida

    Dono de mercado é morto em assalto