Cobertura Especial

Vila Estância Nova vira alternativa para projeto habitacional aos atingidos pela enchente em Venâncio Aires

16 de maio de 2024
  • Por
    Portal Arauto
  • Fonte
    Prefeitura de Venâncio Aires
  • Foto: Prefeitura de Venâncio Aires/Divulgação
    compartilhe essa matéria

    Através da Subsecretaria de Patrimônio do Governo do Estado, o prefeito de Venâncio Aires, Jarbas da Rosa, protocolou formalmente a solicitação de doação da área de 5,7 hectares, localizada no distrito de Estância Nova, e que abrigava o antigo Instituto Penal de Mariante.

    Considerando o estado de calamidade pública e a recomendação do Ministério Público de proibir construções e reconstruções em áreas de risco e encostas do rio Taquari, a Administração Municipal projeta utilizar o local como alternativa para um projeto habitacional aos atingidos pelas enchentes, especialmente do distrito de Vila Mariante.

    Ainda sem um levantamento definitivo dos imóveis atingidos na região, já que o acesso à Vila Mariante segue limitado pelas águas, o prefeito já adiantou que é preciso buscar uma solução definitiva para o local. “Foram três grandes enchentes com estragos milionários em menos de seis meses. Não podemos pensar em reconstruir escolas, Posto de Saúde e moradias ali. Temos que entender que essa tragédia veio para nos fazer mudar paradigmas“, sentenciou.

    Mantendo o perfil de vilarejo semiagrícola, a intenção da Administração Municipal é oferecer condições de moradia às famílias a apenas dez quilômetros de Vila Mariante. O distrito de Vila Estância Nova, que já conta com a Escola Estadual Adelina Isabela Konzen, um Posto de Saúde, ginásio de esportes e infraestrutura em torno da área projetada, deve abrigar um completo projeto para novas moradias.

    Além disso, queremos proporcionar a transferência de pequenos comércios e empresas interessadas. Ao lado já está projetado um Distrito Industrial, que aguarda o licenciamento do Estado, e poderá trazer ainda mais desenvolvimento para a região“, acrescenta Jarbas da Rosa.

    LEIA TAMBÉM: Governo federal anuncia Pix de R$ 5,1 mil para famílias do Rio Grande do Sul