Arauto Saúde

Arauto Saúde

Arauto Saúde: sobrepeso, obesidade e anorexia

12 de outubro de 2023
Foto: Mariana Schneider
compartilhe essa matéria

Nutricionista Aline Bittencourt Drummond é a convidada desta semana

A convidada desta edição do Arauto Saúde é a nutricionista Aline Bittencourt Drummond, que vai falar sobre problemas como sobrepeso, obesidade e anorexia.

Como identificar essas três situações?

Sabemos que a obesidade é um problema mundial que enfrentamos. Para conseguirmos mudar isso, temos que desenvolver muita educação nutricional, tanto nas escolas quanto nos municípios. De maneira simples, posso orientar para a pessoa saber se ela está abaixo do peso, se ela está com sobrepeso ou dentro da obesidade, é dar um Google e colocar lá o índice de massa corpórea, o IMC. E como calcular o seu IMC? Na população adulta, abaixo de 18, sempre teremos uma classificação de baixo peso, então vai haver uma anormalidade, e ali temos a classificação de 18 a 25, que estaria na eutrofia, dentro da normalidade, de 25 a 29,9 já podemos perceber que o indivíduo está num risco de sobrepeso, e, de 30 para cima, já identificamos um grau de obesidade. Claro que outros parâmetros devem ser avaliados, como exames bioquímicos, colesterol, triglicerídeos, açúcar no sangue, mas a partir deste cálculo é possível identificar que algo não está legal. A própria circunferência abdominal, a gordura visceral, aquela gordura na barriga, já pode ser observada. 

Em alguns casos pode se utilizar medicamentos. Quando é que há esta necessidade?

Acredito que a questão do emagrecimento deva ser baseada em um tratamento conservador, mudando a alimentação e o estilo de vida, é sempre o melhor caminho. Porém, sabemos também que muitas vezes é necessário utilizar algum tipo de medicação. A medicação para emagrecimento só pode ser prescrita por um médico, por um profissional da área médica. Então acredito que ela deva ser fortemente avaliada, porque sempre tem efeitos colaterais e temos que pensar mesmo na construção de um novo estilo de vida. Da mesma forma a suplementação e uso de vitaminas devem ser utilizados de forma equilibrada, orientada por um profissional da saúde.

Leia outras edições do Arauto Saúde neste link