Geral

Municípios da região dão início às visitas técnicas para diagnóstico socioambiental

12 de abril de 2024
  • Por
    Eduardo Elias Wachholtz
  • Fonte
    Assessoria de Imprensa
  • Foto: Bruno Pedry/Nascimento MKT
    compartilhe essa matéria

    fase serve para coleta de dados para o mapeamento ambiental e a revisão dos planos municipais de saneamento

    O Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale) reuniu representantes dos comitês ambientais dos 17 municípios consorciados para a apresentação dos cronogramas de trabalho da atualização dos planos municipais de saneamento básico e do diagnóstico socioambiental. Os estudos são realizados pela Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e projetam ações e medidas para os próximos 20 anos. O encontro, que ocorreu nessa quinta-feira (11), na Unisc, marca também a fase prática do trabalho que deverá ser concluída até setembro.

    LEIA TAMBÉM: Antecipação do 13º vai injetar mais de R$ 7 milhões na economia de Santa Cruz

    Conforme o coordenador dos estudos, Marcelo Luís Kronbauer, a partir de agora inicia o trabalho de campo, no qual ocorrerá o primeiro contato com as equipes de meio ambiente nos municípios. “Criamos uma escala para contemplar os 17 municípios ainda nos meses de abril e maio. Esta será a primeira visita de muitas que serão marcadas até o mês de setembro, quando ser encerra esta fase do trabalho”, conta.

    Kronbauer explica que serão realizadas duas atividades de forma concomitante. Um, para o levantamento de dados e apuração de informações para atualização dos planos municipais de saneamento básico. Esta busca de dados será feita em 16 municípios. Encruzilhada do Sul não fará a atualização via Cisvale, mas igualmente está no cronograma, pois participa do estudo socioambiental. “No entanto, iremos aproveitar estas informações para o diagnóstico socioambiental, por isso, será muito importante este contato com as equipes e o início das visitas nos municípios”, salienta.

    Passada a fase de coleta e apuração de dados, a Unisc irá detalhar os prognósticos – que no caso dos planos de saneamento – são as ações que cada município precisa tomar a curto, médio e longo prazo, para cumprir a legislação ambiental e projetar o crescimento sustentável para os próximos 20 anos. “Este trabalho inicia em novembro e deve ser concluído até fevereiro de 2025. É importante destacar que serão realizadas audiências públicas nos municípios, e um grande encontro regional, possivelmente no mês de março do ano que vem. Com tudo aprovado e concluído, a meta é entregar os estudos até o mês de abril do próximo ano”, projeta o coordenador.

    VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Conforme a presidente do Cisvale Sandra Backes a união de forças da região para a elaboração das revisões dos planos de saneamento, assim como a construção do diagnóstico – uma exigência legal aos municípios – faz parte de uma visão colaborativa do consórcio. “Esta construção faz parte de uma estratégia regional para o desenvolvimento dos nossos municípios. Estamos tratando de um tema que é muito importante, que é o meio ambiente, com o qual todos nós, gestores e cidadãos temos um grande compromisso”, reforça.

    Grande momento para a região

     

    Para a secretária municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade de Santa Cruz do Sul Simone Schneider o início da fase prática dos estudos contratos pelo Cisvale para os municípios do Vale do Rio Pardo representa um marco para a sustentabilidade regional. “Trata-se de um grande momento, não apenas para Santa Cruz do Sul, mas para todos os municípios. Estamos em sintonia para juntos descobrir a realidade regional, no que diz respeito ao saneamento e ao meio ambiente, e assim planejar estratégias coletivas para as próximas duas décadas”, destaca.

    Simone acrescenta ainda que este modelo de trabalho em grupo colabora especialmente para os resultados a médio e longo prazo. “Somos municípios muito próximos, que de certa forma interferem um no outro, pois estão praticamente na mesma bacia hidrográfica em compartilham da mesma geografia. É muito importante esta adesão total aos projetos que serão iniciados”, complementa a titular do meio ambiente de Santa Cruz do Sul.

     

     

    Cronograma inicial de visitas

     

    Santa Cruz do Sul – 24/04

    Mato Leitão – 25/04

    Venâncio Aires – 26/04

    General Câmara – 30/04

    Minas do Leão – 02/05

    Passo do Sobrado e Vale Verde – 05/05

    Boqueirão do Leão e Gramado Xavier – 07/05

    Herveiras – 09/05

    Candelária – 14/05

    Sinimbu e Vale do Sol – 15/05

    Vera Cruz – 16/05

    Encruzilhada do Sul e Pantano Grande – 21/05

    Rio Pardo – 22/05

    Vídeos curtos