Geral

Efasc recebe homenagem pela passagem dos 15 anos de educação no campo

10 de abril de 2024
  • Por
    Eduardo Elias Wachholtz
  • Fonte
    Assessoria de Imprensa
  • Foto: Jacson Miguel Stülp/Assessoria de Imprensa
    compartilhe essa matéria

    Unidade em Santa Cruz foi a primeira Escola Família Agrícola no Sul do Brasil

    A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul realizou sessão solene para homenagear a Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) pela passagem dos seus 15 anos de atuação. A proposta foi do vereador Francisco Carlos Smidt (Novo), em conjunto com Daiton Mergen (Podemos).

    LEIA TAMBÉM: Wrap de frango com geleia de mel e especiarias é o Prato da Feira da Produção

    A sessão foi conduzida pelo presidente Gerson Trevisan (PSDB) e a mesa foi composta pelo secretário da Câmara, vereador Raul Fritsch (Republicanos); pelo secretário da Agricultura, Décio Hochscheidt; pelo presidente da AGEFA, Márcio Luís Manske; pelo coordenador institucional da Efasc, Professor Adair Pozzebon; por Lidiane Frantz, jovem egressa da Efasc e por Thiago Cesar de Camargo, que representou os estudantes da Efasc.

    O proponente da homenagem, vereador Francisco Carlos Smidt, apresentou o histórico da instituição de ensino. “A escola muito contribuiu em muitos aspectos, apesar de muito jovem. Quer pela qualificação, profissionalização das atividades agro-pastoris, quer com a motivação, o incentivo aos jovens empreenderem, e, assim, permanecerem no interior”, destacou.

    VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    O coordenador institucional da Efasc, professor Adair Pozzebon, lembrou o trabalho realizado pela escola e o legado deixado junto às famílias das comunidades do interior. Ainda deram seus depoimentos Lidiane Frantz, jovem egressa da Efasc e por Thiago Cesar de Camargo, que representou os estudantes da Efasc.

    Histórico

    A Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) foi inaugurada no dia 1º de março de 2009 e integra um movimento em nível mundial composto pelos chamados Centros Familiares de Formação por Alternância (CEFFAs).

    Desde seu surgimento na França em 1935, esse movimento tem como finalidade primordial o desenvolvimento das comunidades por meio de uma educação de qualidade, integral, contextualizada e realizada com a participação ativa de todos os atores envolvidos e tem como princípios/pilares: a Associação Local e a Alternância, compreendidas como meios para chegar às finalidades, que são a Formação Integral e o Desenvolvimento do Meio.

    A Efasc se situa em Santa Cruz do Sul e tem como mantenedora a Associação Gaúcha Pró Escolas Famílias Agrícolas (Agefa), que conduziu todo processo de implantação, resultado de uma mobilização de agricultores e agricultoras familiares, lideranças comunitárias, sindicais, associações, cooperativas, pessoas e entidades comprometidas e preocupadas com o desenvolvimento regional e a existência de melhores oportunidades para os jovens filhos de agricultores familiares. Sendo a primeira escola a ser implantada nesse modelo no Sul do Brasil.

    Desenvolve a formação integral e cidadã embasada na metodologia da Pedagogia da Alternância, onde o estudante alterna, entre períodos letivos presenciais na escola (uma semana) e períodos letivos vivenciados no meio socio, comunitário, profissional (uma semana), possibilitando aos jovens manter o vínculo com o meio onde vive e, ao mesmo tempo, o têm como ponto de estudo, pesquisa, práticas, experimentos e geração de novos saberes. Contribuindo assim, para gerar um vínculo permanente da escola com as famílias e comunidades dos estudantes. Estes diferentes tempos e espaços formativos são articulados por 16 instrumentos pedagógicos, entre eles, o Caderno de acompanhamento, plano de estudos, visitas as famílias, visitas de estudo, feira pedagógica, entre outros.

    A escola iniciou as suas atividades formativas junto ao Seminário São João Batista na Linha Santa Cruz e contou, desde o princípio, com a parceria da Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC, contando com toda a estrutura escolar, especialmente as salas de aula, biblioteca, laboratório tanto do ensino médio, como da formação técnica em agricultura.

    Em outubro de 2019, a Efasc conseguiu concluir a construção das estruturas de sua sede própria junto a Granja Municipal, em uma área cedida pela prefeitura de Santa Cruz do Sul através da lei municipal nº 6427/2011. Neste espaço, foram construídos 4 prédios, para comportar Secretaria, Auditório, Refeitório, Salas de aula, salas de professores e coordenação. Além disso, foram aproveitadas e adequadas instalações já existentes para a instalação de galpões para criação de animais e depósito de materiais agrícolas, além de contar com uma ampla área agrícola para a realização das práticas e a produção de alimentos, utilizando os princípios da agroecologia.

    Atualmente, existem quatro Escolas Famílias Agrícolas em funcionamento no Rio Grande do Sul, junto às outras 152 EFAs existentes em 16 estados brasileiros, todas desenvolvendo a Pedagogia da Alternância e vinculadas à União Nacional das Escolas Famílias Agrícolas do Brasil (UNEFAB), na qual a AGEFA é filiada.

    Como citado anteriormente, a Efasc foi a primeira Escola Família Agrícola no Sul do Brasil, inaugurada em 2009, em 2013 foi fundada a Escola Família Agrícola da Serra Gaúcha (Efasserra) sediada em Caxias do Sul; em 2014 surgiu a Escola Família Agrícola de Vale do Sol (Efasol) sediada na cidade que lhe confere o nome; e por último, em 2016 a Escola Família Agrícola da Região Sul (Efasul), sediada em Canguçu.

    Todas as escolas são comunitárias e desenvolvem a formação com base nos princípios da Pedagogia da Alternância, onde os jovens permanecem uma semana na escola e outra na propriedade junto a família, relacionando a teoria com a prática e mantendo o vínculo com o meio onde vivem ao passo que elaboram Projetos Profissionais para viabilizar e vislumbrar perspectivas e oportunidades de fortalecer a Agricultura Familiar.

    A Efasc conta esse ano com 142 estudantes matriculados no Ensino Médio Técnico em Agricultura, oriundos de 11 municípios do Vale do Rio Pardo: Santa Cruz do Sul (41), Venâncio Aires (15), Passo do Sobrado (14), Vale Verde (12), General Câmara (14), Boqueirão do Leão (13), Vera Cruz (12), Sinimbu (11), Rio Pardo (7), Gramado Xavier (2) e Herveiras (1). E ainda, mais 22 jovens em Estágio Curricular Obrigatório, somando 164 estudantes na totalidade de estudantes atendidos nesse ano de 2024.

    Ao longo da sua história de formação, alcançou a marca de 368 jovens egressos, que seguiram vários caminhos profissionais, com alto índice de manutenção de vínculo com a Agricultura Familiar e permanência na região do Vale do Rio Pardo.

    A Efasc é uma escola comunitária e para sua manutenção a AGEFA articula 32 parceiros públicos e privados, além da contribuição das famílias que fazem parte da associação. Possui convênio, via projeto de lei, com diversos municípios nas regiões de atuação, entre eles, o município de Santa Cruz do Sul, Associações, Cooperativas, empresas, bem como recursos via parceria com a Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Sul que viabiliza o acesso ao Fundo Nacional da Educação Básica (Fundeb), conquista através do Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo).