Geral

Mais de 280 pessoas estão alojadas nos abrigos em Venâncio Aires

Publicado em: 06 de maio de 2024 às 07:58 Atualizado em: 06 de maio de 2024 às 08:19
  • Por
    Mônica da Cruz
  • População foi encaminhada para Linha Mangueirão, Vila Estância Nova ou ginásio da Sercsate | Foto: Eduardo Wachholtz
    compartilhe essa matéria

    Desde a noite da última segunda-feira (29), diversas famílias precisaram deixar suas residências, abandonar seus pertences e suas rotinas, e buscar auxílio nos abrigos disponibilizados pela Prefeitura de Venâncio Aires.

    O primeiro ponto organizado para receber a população foi o ginásio da Sercsate, no Bairro Santa Tecla. Para o local foram levados os moradores da área urbana do município, especialmente da parte baixa, e que foram afetados pela cheia do Arroio Castelhano.

    Com o aumento rápido no nível do Rio Taquari em Estrela e Lajeado, a Prefeitura deu início ao planejamento das ações para a região de Vila Mariante e dos demais distritos. Para isso, foi montada uma estrutura no ginásio de Linha Mangueirão, às margens da RSC-287 – a exemplo do realizado em setembro e novembro do ano passado.

    Depois, devido ao número de desabrigados e das pessoas que foram sendo resgatadas em Venâncio Aires e Cruzeiro do Sul, município vizinho, o ginásio da comunidade Nossa Senhoura de Lourdes, em Vila Estância Nova, passou a ser usado como abrigo. Um quarto ponto, criado em Linha Herval, também recebeu quem precisava.

    O último boletim da prefeitura, divulgado no final da noite desse domingo (5), traz o número atualizado de abrigados: são 143 pessoas em Linha Mangueirão, 95 em Estância Nova e 43 na Sercsate, algumas que são de Cruzeiro do Sul e estavam em Linha Herval. O abrigo de Linha Herval, diante de uma reorganização da Prefeitura, foi desativado na tarde desse domingo.