Moradores de Monte Alverne pedem reforço na segurança


Publicado em 19/06/2019 16:10 Atualizado em 19/06/2019 20:01 Geral Polícia   INTERIOR DE SANTA CRUZ Fonte: Portal Arauto

Em constante crescimento, a localidade de Monte Alverne, interior de Santa Cruz, vem sendo alvo constante da criminalidade nos últimos dias. Entre os delitos, furtos e abigeatos, o que vem preocupando os moradores da vila, como é conhecida, e das comunidades ao redor.

O assunto foi abordado na tribuna pelo vereador Elstor Desbessel (PTB), na sessão da Câmara da última segunda-feira (17). Em seu pronunciamento, Desbessel afirmou receber queixas constantes da comunidade do terceiro distrito pela insegurança e, por isso, ingressou com uma indicação, solicitando a designação de policiais militares para Monte Alverne, como um reforço na segurança por parte da Brigada Militar, já que o Sargento Edson Sortica, que atuava no local, se aposentou no ano passado. O vereador destaca que tem sido acionado quase diariamente. "Começaram com furtos de caminhões, seguido de abigeatos. A comunidade se sente insegura sem alguém por perto e queremos que sejam tomadas providências para melhorar essa questão", declara.

De acordo Júlio Mahl, presidente do Clube da Gasolina, entidade que auxilia a BM em Monte Alverne, desde a aposentadoria de Sortica, a comunidade está mobilizada para conseguir um reforço policial na localidade. "Em maio do ano passado, entregamos, em reunião ao Coronel Moresco, um abaixo assinado com 800 assinaturas colhidas em dois dias, solicitando ao menos um brigadiano residente em Monte Alverne, até porque temos duas casas disponíveis para abrigar esses policiais. Mantemos elas com valores arrecadados pela entidade e com auxílio de empresas da região, que também estão preocupados com a segurança", explica.

Mahl destaca que estão sendo agendadas reuniões com a Brigada e o poder público municipal, através da Secretaria de Segurança, Defesa Civil e Esporte, Délcio Mayer, para discutir as três questões principais que os moradores reivindicam: um brigadiano residente, a reintegração do Sargento Sortica e a instalação de câmeras de vigilância. "Vamos iniciar as tratativas. Sabemos que a questão das câmeras é com a Prefeitura e que pode ser demorado em função dos trâmites burocráticos, mas vamos oferecer a opção de o Clube da Gasolina adquirir os equipamentos com verba própria, assim só precisamos de autorização para instalação e depois o monitoramento da BM", destaca.

Ainda, conforme o presidente, os fatores que mais influencam nos pedidos dos moradores são devido ao aumento de criminalidade, o grande fluxo de circulação de pesssoas de outras localidades e municípios, pelo Hospital Monte Alverne, que é referência em saúde e ao grande comércio existente no local. "Todos esses fatores nos fazem pedir por mais segurança. Temos um grupo de WhatsApp dos moradores que monitora informalmente algumas situações e, por meio disso, constatamos o aumento de ocorrências. Isso nos preocupa muito", considera.

"Trabalhamos intensamente para otimizar as ações de patrulhas ostensivas", afirma Coronel Moresco

Questionado sobre a situação na localidade de Monte Alverne, o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, Tenente Coronel Giovani Paim Moresco, afirmou que a BM tem trabalhado no distrito com todos os meios que possui. Com a saída do Sargento Sortica no ano passado, a localidade está sob abrangência da Patrulha Comunitária do Interior - PCI - de Linha Santa Cruz. "É importante pontuar que a versatilidade da Polícia Ostensiva, não se detém à territorialidades. O que temos a ofertar é que na otimização dos recursos humanos, as ações de patrulhas ostensivas também podem ser também melhoradas. E nós trabalhamos intensamente para isso", salienta. 

Moresco destaca que a BM realiza fortemente o patrulhamentos de rotina, através das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) e o efetivo do Pelotão de Operações Especiais (POE)."Nossa intenção, enquanto órgão de polícia ostensiva, é que o crime não exista, mas sabemos que isto é uma busca e às vezes acontecem os fatos criminosos. As rondas nas comunidades não ocorrem apenas à noite, mas também durante o dia, momento em que há maior número de pessoas circulando nas ruas, frequentando estabelecimentos comerciais e bancários. Por isso, reforçamos o policiamento", ressalta. Além disso, em agosto deste ano, deve ocorrer a formação de novos alunos-soldados, o que poderá vir a contribuir com a melhora do atendimento e assim, obter mais reforços nas patrulhas.

Em relação a um dos pedidos da comunidade de Monte Alverne, sobre ter um brigadiano residente, o Tenente Coronel explica que são situações a serem analisadas com cautela. "Não podemos exigir que o profissional resida em determinado local, mas trabalhar para otimizar o atendimento. No caso do Sargento Sortica, ele trabalhava em Monte Alverne porque lá residia, e não o contrário. Por isso, não podemos afirmar nada, é uma situação a ser explorada", expõe.

Segundo Moresco, a BM já iniciou neste mês um roteiro de reuniões comunitárias, para ouvir as moradores e buscar em conjunto, soluções para otimizar o trabalho já realizado. "Iniciamos em Linha Pinheiral. Agendamos a tratativa em Linha Santa Cruz e a próxima será Monte Alverne", conclui.

PortalArauto
Monte Alverne é o terceiro distrito de Santa Cruz do Sul (Foto: Julio Mahl/Divulgação)










Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB