Prefeitura de Venâncio apresenta irregularidades cometidas na Secretaria do Desenvolvimento Social


Publicado em 14/03/2019 17:58 Atualizado em 14/03/2019 19:11 Região   POLÊMICA Fonte: Portal Arauto

O prefeito de Venâncio Aires, Giovane Wickert, reuniu na tarde desta quinta-feira (14) a imprensa para apresentar uma série de irregularidades principalmente referentes à Secretaria do Desenvolvimento Social. As irregularidades estão sendo investigadas e protocoladas junto ao Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal. Segundo o prefeito, o Ministério do Desenvolvimento Social questiona a procedência e o que foi feito com cerca de R$ 1 milhão utilizados na última gestão.

Alguns casos o Ministério Público Estadual de Venâncio Aires já está acompanhando, como o sumiço de um carro e outras irregularidades que também já foram encaminhadas ao Ministério Público Federal, à Procuradoria da República. Entre as irregularidades está um coquetel para grupos da Melhor Idade em um restaurante; dois dias de aluguel para a participação de um congresso do grupo da Terceira Idade; pagamento de R$ 8 mil ao grupo da melhor idade para custeio de uma viagem até Piratuba, sendo que em todos esses casos os próprios grupos constestam e afirmam terem pago as despesas.

RECURSOS APLICADOS

Além disso, o prefeito terá que devolver ao Ministério do Desenvolvimento Social duas guias, uma de R$ 154 mil e outra de R$ 812 mil, referentes a uma série de irregularidades em verbas do Ministério de Desenvolvimento Social em que recursos não foram devidamente aplicados ou sequer foram aplicados. A China Brasil Tabacos, por exemplo, também ressalta que havia destinado R$ 60 mil para uma finalidade, sendo que o valor foi aplicado em outra.

De acordo com Wickert, em 2017 a vereadora pela Rede Sustentabilidade, Tata Haussen Oliveira, fez denúncias referentes a irregularidades que, desde então, passaram a ser investigadas, até porque cobranças de alguns órgãos começaram a serem feitas. "O Ministério cobra as prestações de contas e nós temos que apontar onde o dinheiro foi usado", comenta. 

Ainda segundo o prefeito, o momento é de preocupação, pois a Prefeitura teme que tenha recursos trancados pela falta de comprovação do que foi feito com o dinheiro. "Nós vemos isso acontecendo longe, mas só aqui em Venâncio essas irregularidades resultaram em um valor alto". Agora a Prefeitura aguarda um retorno do Ministério Público Federal. 

 

PortalArauto
Prefeito Giovane Wickert alega que o momento é de preocupação (Foto: Marco Doesse/ Arauto FM)
PortalArauto
Procuradora jurídica de Venâncio Aires e prefeito encaminharam as irregularidades ao Ministério Público por meio do procurador João Afonso da Silva Beltrame (Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Venâncio Aires/ Divulgação)











Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB