Novos agentes penitenciários reforçam os quadros da Susepe em abril


Publicado em 11/01/2019 17:59 Atualizado em 11/01/2019 18:12 Polícia   SERVIDORES Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Os novos servidores da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) estarão aptos a iniciar as suas atividades na primeira quinzena de abril. Nesta sexta-feira (11), ocorreu a aula inaugural do curso de formação de 121 agentes penitenciários (APs) e dos cinco agentes penitenciários administrativos (APAs), convocados em dezembro de 2018.

O evento no Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa, contou com a presença do secretário adjunto da Segurança Pública, coronel Marcelo Frota. Ele destacou a necessidade da ampliação do efetivo, em virtude da abertura de novas vagas prisionais que ocorre em 2019. “Mais de mil vagas serão abertas neste ano, com as inaugurações dos presídios em Bento Gonçalves e Cachoeirinha. É imprescindível que haja a recomposição do efetivo, para que os serviços sejam prestados com qualidade”, frisou.

O concurso para a Susepe ocorreu em abril de 2017. Além de provas objetivas, os candidatos passaram por testes de aptidão física e psicológica. “Vocês terão a missão de executar uma das tarefas mais difíceis de todo o sistema de segurança, que é garantir a custódia e a ressocialização daqueles que entraram no mundo do crime”, afirmou o novo superintendente da instituição, Mario Santa Maria Junior.

Os alunos serão divididos em cinco turmas. A formação, coordenada pela Escola do Serviço Penitenciário (ESP), possui 565 horas-aula e tem como matriz curricular as normas de política penitenciária do estado, composta por três eixos temáticos: Fundamentos da Prisão e da Pena, Rotinas e Procedimentos do Sistema Prisional e Gestão Penitenciária. O corpo docente conta com profissionais das instituições vinculadas à SSP, Secretaria da Educação e Procuradoria Geral do Estado.

Alexandre Bobadra, diretor da ESP, salientou que valorização dos servidores e da uma instituição está diretamente relacionada aos serviços por eles prestados. “O desafio é imenso. Temos uma população carcerária superior a 40 mil presos. É necessário que a qualificação dos nossos agentes seja de alto nível, pois a demanda e a cobrança são significativas” disse.

 

PortalArauto
Aula inaugural do curso de formação de 121 agentes penitenciários e cinco agentes penitenciários administrativos ( Foto: Robson Nunes/ Divulgação)










Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br DB