Geral

Em Feira de Adoção, 63 animais são acolhidos por novas famílias em Santa Cruz

Publicado em: 31 de maio de 2024 às 07:20
  • Por
    Portal Arauto
  • Fonte
    Prefeitura de Santa Cruz do Sul
  • Foto: Elemir Polese/Prefeitura de Santa Cruz
    compartilhe essa matéria

    Quarenta deles foram resgatados durante a enchente e não foram identificados por seus tutores

    As boas notícias voltam a surgir. Passado o período de intempéries climáticas, quem comemorou pelo dia de sol dessa quinta-feira (30), feriado de Corpus Christi, foram os animais acolhidos por novas famílias, durante a Feira de Adoção de cães e gatos realizada no Centro de Eventos, no Parque da Oktoberfest. No total, 63 animais foram adotados, sendo 40 deles resgatados durante a enchente, e não identificados por seus tutores.

    Esta feira foi sensacional. Mais de mil pessoas passaram por aqui. Estamos muito satisfeitos com toda essa sensibilização da comunidade“, disse a secretária de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade, Simone Schneider.

    A movimentação no local foi tão grande, que até o horário de atendimento foi ampliado para até as 17h. Dentre os que passaram por lá, quem se inspirou no dia ensolarado foi a analista de sistemas, Bruna Furtado. Ela adotou a Nenê, e logo batizou-a com outro nome. “Vou chamar ela de Sol, porque tenho certeza que vai trazer brilho para minha vida“, disse ela.

    Bruna adotou Nenê, a quem passou a chamar de Sol: “Vai trazer brilho para a minha vida” | Foto: Elemir Polese

    Quem também se apaixonou à primeira vista foi o garoto Isaac, de 8 anos, conforme relato da mãe, a atendente de Emei, Thayná Maciel. “Viemos só para passear um pouco e aproveitar o dia, mas meu filho viu o cachorro e se encantou”, contou ela. Chamado de Guerreiro, o novo mascote do garoto logo recebeu do seu novo tutor uma vestimenta militar. “Quando eu completar 18 anos, vou ser um guerreiro como ele, quero ir para o exército“, revelou o menino.

    Isaac, com os pais, levou para casa o novo amigo, Guerreiro | Foto: Elemir Polese

    Mas quem mais sensibilizou seus novos tutores foi a cadelinha Bete. Com 12 anos de idade, e apresentando problemas de visão, ela foi adotada pelo casal Cecília Ceschin e Otávio Wermuth. “Eu peguei uma mais velhinha porque quero que os últimos anos dela sejam mais felizes“, garantiu Bruna. Com problema de catarata, um oftalmologista já se disponibilizou em avaliar gratuitamente o animal para um possível procedimento cirúrgico.

    Otávio e Cecília adotaram Bete, de 12 anos: “Escolhi uma mais velhinha porque quero que os últimos anos dela sejam mais felizes”, disse Cecília | Foto: Elemir Polese

    Onde adotar

    Embora todos os animais resgatados durante a enchente e não identificados por seus tutores tenham sido adotados, o Centro de Bem-Estar Animal, localizado na Granja Municipal, em Linha Santa Cruz, ainda dispõe de 210 animais, entre caes e gatos, para serem adotados. Quem tiver interesse, o horário de atendimento ao público é das 8h30 às 14h30, sem fechar ao meio-dia.

    LEIA TAMBÉM: Pets resgatados na enchente ganham novos lares em Feira de Adoção