Festa do futebol


Publicado em 15/06/2018 Atualizado em 15/06/2018 13:31

 

Começou a maior festa do futebol. A Copa do Mundo é a maior competição pelo fato de receber as melhores seleções, os jogadores de maior renome, e atrai a mídia do mundo inteiro. Mesmo países que ficam fora da competição voltam seus olhos para esta competição. E é claro, o país que sedia o Mundial recebe todas as atenções possíveis. No caso da Rússia, o ganho em mídia é altíssimo. Só assim temos a oportunidade de conhecer o outro lado do país, sempre muito difundido de uma forma deturpada. Podemos ver que se trata de um país riquíssimo em todos os sentidos, de uma diversidade cultural grande.

Brasil

A Seleção Brasileira chega como plena favorita ao hexacampeonato mundial. Não a única, mas uma delas. O time mantém um padrão de futebol e tem jogadores para desequilibrar. Talvez não tenha um futebol tão bonito, mas quem conhece os times de Tite, sabe que mantém um padrão de jogo de força e chegada forte no ataque. E o diferencial será Neymar. Aliás, será que um bom desempenho brasileiro na Rússia vai fazer o povo esquecer das mazelas político-administrativas que 2018 ainda se propõem.

U$ 1 milhão

O valor da premiação a ser paga para cada membro da comissão técnica e jogadores da Seleção Brasileira será de U$ 1 milhão, algo em torno de R$ 3,7 milhões. É claro que isso se confirmará em caso de conquista do hexa mundial. Em comparação à premiação de 2002, quanto a Seleção comandada por Luiz Felipe Scolari conquistou o pentacampeonato no Japão, o prêmio por membro foi de U$ 100 mil, em torno de R$ 370 mil, ou seja 10% da premiação de 2018. A CBF avaliou que os U$ 100 mil de 2002 não faria cócegas se fossem pagos a título de estímulo aos atuais jogadores – todos com contratos estratosféricos em seus respectivos clubes.

Brasileirão I

O Campeonato Brasileiro dá uma trégua agora, em função da Copa do Mundo, e os colorados comemoram a boa fase do time comandado por Odair Helmann. O time fechou até agora em quarto lugar na competição, à frente de equipes consideradas mais qualificadas, como Corinthians (atual campeão brasileiro), Grêmio (atual campeão da Libertadores) e Cruzeiro (atual campeão da Copa do Brasil). Mas, a parada pode mudar tudo. Já que no meio disso tem a tal janela de contratações e os clubes da Europa vem ávidos por reforços.

Brasileirão II

O torcedor do Grêmio pode confiar que o time vai melhorar na temporada. Se mesmo com todos os desfalques o time consegue se manter na cola dos líderes, imagine com o time completo. O certo é que os jogadores reservas não estão à altura dos titulares. Mas o foco tricolor mais uma vez pode ser as outras competições, como a própria Copa do Brasil e a Libertadores.

Dinheiro entrando

Os cofres colorados registram dinheiro entrando por conta de negócios envolvendo jogadores que não estão no elenco do Inter neste Brasileirão. Por exemplo, a venda do volante Anselmo (em boa fase no Sport) para a Arábia Saudita, vai render uma excelente grana. Valdívia, emprestado para o São Paulo, vai ser emprestado por um ano também para um clube árabe, por um valor expressivo – até parece uma venda. E tem mais casos de grana entrando, como a transferência de Fred, da Seleção; a possibilidade de negócio envolvendo o goleiro Alisson. Parece que aos poucos a boa fase está retornando ao Beira-Rio também nos negócios.

PortalArauto
Goleiro Alison, do Brasil, estreia neste domingo (Divulgação/CBF)





Jacson Miguel Stülp

Jacson Miguel Stülp, jornalista de formação, especializado em Comunicação Empresarial e Marketing. Atua no meio do esporte há 20 anos como repórter, editor, setorista, assessor de imprensa e devorador de mídia esportiva. É autor, entre outras coisas, do livro Orgulho Centenário, que conta os 100 anos do FC Santa Cruz.



Copyright © 2016 Portal Arauto - www.portalarauto.com.br